área de acesso restrito
  • continuar conectado
Lembrar minha senha
sem cadastro

Trânsito de respeito

18/04/2022 | NTU

 

Abril será o mês de conversarmos sobre a mobilidade segura dando prioridade a três pontos mais importantes: a mobilidade ativa, o transporte público e a acessibilidade. Nosso objetivo é olhar para nossa cidade percebendo como podemos transitar com segurança, respeito ao próximo e claro, contribuindo com um ambiente mais harmônico e agradável.

Quando falamos de mobilidade ativa estamos falando de quem usa a energia do próprio corpo para se deslocar, seja a pé, de bicicleta ou por outros meios de locomoção como o patinete ou skate. Abusar desses meios de transporte traz uma série de benefícios, entre eles, enxergar a cidade por outros ângulos, o que faz com que você descubra lugares nunca vistos.

Fazer os pequenos trajetos a pé, ou de qualquer outro meio de transporte que não tenha motor, sem dúvida melhora nossa saúde. Quem se exercita, tem uma qualidade de vida diferente de quem só se desloca de carro. Portanto, olhe para seus deslocamentos e faça, a partir de hoje, essa análise: será que preciso mesmo ir até a padaria de carro? Será que o mercado do bairro não tem o que estou precisando?

O transporte público é outro tema que esse mês queremos destacar. Priorizar o ônibus coletivo e fazer mais uso desses meios diariamente traz ao trânsito da sua cidade uma qualidade diferenciada. Já sabemos que, cada cidadão que está dentro de um ônibus, metrô, BRT, VLP, trens, etc, não está de carro, colaborando com o congestionamento diário. Então, faça uso do transporte público. Você e toda a cidade só tem a ganhar com isso.

E quando a gente caminha ou usa os coletivos, enxergamos as questões de acessibilidade de outra forma. Entender as necessidades das pessoas com pouca mobilidade ou mobilidade reduzida, é fundamental para que tenhamos mais compreensão e paciência, caso essas pessoas dividam aquele transporte com você.

Por isso, se você mora numa casa, é fundamental que mantenha sua calçada de forma a deixa-la sempre adequada ao trânsito de cadeiras de rodas, carrinhos de bebê ou mesmo, outras pessoas que fazem uso de equipamentos para se deslocar, como muletas ou andadores. É fundamental ser responsável pela “via do pedestre”, ou seja, a calçada em frente à sua casa. Juntos salvamos vidas!

 

Programa Laço Amarelo

A NTU é uma Entidade Laço Amarelo.