área de acesso restrito
  • continuar conectado
Lembrar minha senha
sem cadastro

Com cerca de 4 milhões de passageiros transportados Corredor Ipanema e Terminal São Bento completam 1 ano de operação

26/04/2022 | BRT

 

O segundo eixo do projeto fica localizado na Zona Norte da cidade e juntamente com o Corredor Itavuvu ampliaram o acesso da população ao transporte coletivo.

 

Inaugurado em 25 de abril de 2021, o Corredor Ipanema e o Terminal São Bento (TSB) completam hoje um ano de operação. Este que é o segundo eixo de mobilidade do projeto BRT Sorocaba faz aniversário com um saldo positivo e acumula cerca de 4 milhões de passageiros transportados ao longo deste período.

A chegada do Corredor Ipanema e do TBS possibilitaram à população deslocamentos com mais conforto, segurança e qualidade para diferentes pontos da cidade. Para usufruir desse eixo, o passageiro pode embarcar a partir do TBS, em uma das 10 estações autônomas situadas na Av. Ipanema ou em um dos oito pontos de parada distribuídos nos corredores estruturais do Binário (Avenidas Comendador Oeterer e Hermelino Matarazzo).

De acordo com levantamento da empresa desde a sua inauguração até agora, o movimento e fluxo de passageiros cresceu 187% nesse corredor. Manoel Ferreira, Diretor de Operações, explica que a presença do usuário no sistema está aumentando a cada dia e reitera a relevância de um transporte de qualidade.

“Conforme a população foi se acostumando com o serviço, o volume de passageiros foi ampliando. Notamos que em 2022, três fatores contribuíram para que mais pessoas andassem de ônibus. Primeiro foi a flexibilização da pandemia, segundo foi a retomada da economia e, por último, em virtude do aumento dos combustíveis muitos cidadãos deixaram de andar de carro e optaram pelo coletivo como forma de deslocamento”, explica.

Ferreira destaca que neste segundo eixo Norte, o fluxo de pessoas mais intenso está concentrado no Corredor Ipanema e também nas integrações. O Corredor Ipanema localizado na Avenida Ipanema possui 10 estações bidirecionais, com embarque e desembarque em direção ao Centro-Bairro e Bairro-Centro, permite que o passageiro faça seu trajeto nos mesmos padrões de acesso. Outra vantagem das estações autônomas é a acessibilidade, pois todas elas possuem rampas, piso podotátil e abertura de portal automática, o que facilita o deslocamento de indivíduos com alguma limitação de locomoção.

Dentro das estações, enquanto espera pelo ônibus, o passageiro está em um ambiente totalmente monitorado, com bancos, totem de recarga rápida de equipamentos eletrônicos, climatização adequada (cobertura com isolamento térmico) wi-fi e painéis informativos com dados em tempo real. “Toda a comodidade favorecida também são fatores que influenciaram para que mais pessoas utilizem o sistema BRT. Esperar o ônibus em um lugar onde está sendo filmado 24h, dá ao passageiro mais segurança para que possa andar de ônibus. Se alguém precisar de ajuda, basta apertar o botão no interfone das estações que imediatamente a equipe do Centro de Controle Operacional dará assistência ao usuário”, complementa Ferreira.

Para dar suporte a este corredor está o Terminal São Bento que oferece os mesmos padrões de infraestrutura, tecnologia e funcionalidades do Terminal Vitória Régia, com coberturas, bilheteria, banheiros, assentos, wi-fi, espaços comerciais, monitoramento 24 horas, atendimento de informações aos usuários e acesso facilitado por rampas e piso podotátil, para pessoas com necessidades especiais.