área de acesso restrito
  • continuar conectado
Lembrar minha senha
sem cadastro

"Construindo hoje o novo amanhã"

02/10/2018 | NTU

Estamos na reta final das eleições 2018, prestes a conhecer quem serão os novos representantes da sociedade brasileira no Executivo e Legislativo, responsáveis pela superação da crise e retomada do crescimento. Independentemente do resultado, o setor empresarial de transporte público por ônibus já se antecipou e apresentou às candidaturas eleitorais suas propostas, divulgadas e debatidas no Seminário Nacional NTU, realizado em São Paulo entre os dias 31 de julho e 2 de agosto, cuja cobertura detalhada pode ser encontrada nesta edição.

O documento elaborado, que empresta o título para este editorial, traz a síntese de uma extensa reflexão e análise das oportunidades e desafios enfrentados pelo transporte público no Brasil por parte de especialistas, operadores dos serviços e gestores, que foram traduzidas num conjunto de seis programas: priorização para o ônibus urbano, programa de qualidade, transporte como instrumento de desenvolvimento social, programa de transparência, novo modelo de financiamento do custeio do transporte – que permitirá a redução das tarifas –, e mais segurança jurídica.

São programas simples, objetivos e viáveis, que demandam poucos investimentos e podem dar bons resultados em curto prazo. Programas que, se forem implementados conjuntamente, permitem alcançar o anseio social por um transporte público com qualidade, transparência e preços acessíveis aos passageiros.

Os insumos estão dados, para inspirar legisladores e formuladores dos programas do futuro governo. Cabe agora ao eleitor se informar sobre as propostas apresentadas, compartilhar e cobrar o engajamento de seu candidato. Um bom começo é assistir ao vídeo que a NTU preparou sobre o tema, em nosso canal do Youtube ‘NTU Brasil’; ou ir direto ao documento com as propostas, disponível no nosso portal WWW.NTU.ORG.BR.

O ideal é que os eleitos conheçam e estejam identificados com essas ideias, sejam conscientes do papel e da importância do transporte público e comprometam-se com o seu fortalecimento. É a única forma de tirar do papel, mais precisamente do artigo 6º da Constituição Federal, a condição de direito social que o transporte adquiriu em 2015, mas que nunca foi efetivamente assegurada para toda a sociedade.

O eleitor, pelo menos, começa a ter consciência disso. Pesquisa de opinião feita pelo Ideia Big Data para o Instituto Escolhas e Instituto Clima e Sociedade com três mil pessoas de todas as regiões do País revela que, quando o tema em discussão é a mobilidade urbana, 98% dos entrevistados apoiam medidas para melhorar a qualidade e infraestrutura do transporte público e 90% consideram mais importante dar mais prioridade ao transporte público do que aos carros; mais de 80% dos entrevistados esperam que seus candidatos proponham melhorias para o transporte público, de ônibus a ciclovias, passando por trens e metrôs.

São números relevantes, que expressam a vontade social e dão margem a um maior otimismo. Afinal, cabe a cada um de nós começar, hoje, a construir o novo amanhã da mobilidade urbana sustentável no Brasil. Que nossos novos representantes eleitos escutem a voz dos milhões de eleitores que dependem diariamente do transporte público para exercer seu direito de ir e vir e façam também a sua parte.

 

Tópicos
transporte público - NTU Urbano - NTU
receba nossa revista
cadastro
Desejo receber periodicamente a revista da NTU