área de acesso restrito
  • continuar conectado
Lembrar minha senha
sem cadastro

Plataforma EAD oferece cursos sobre mobilidade urbana sustentável

10/07/2019 | Geral

A MobiliCampus, plataforma lançada este ano, ultrapassou o número de vagas disponíveis. Ao todo, 1.075 candidatos se inscreveram nos quatro cursos oferecidos pelo ITDP

A MobiliCAMPUS é uma plataforma de educação a distância sobre mobilidade urbana sustentável, que tem como objetivo disseminar os princípios do Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS). O conceito visa estimular a criação de traçados urbanos mais compactos, que ofereçam usos mistos do solo e várias opções de mobilidade, tornando mais conveniente e seguro caminhar, usar a bicicleta e o transporte público, facilitando assim a interação social.

Lançada neste ano, a plataforma foi criada pelo Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), com o apoio do Itaú e do Instituto República. Os cursos ofertados têm como temas o Desenvolvimento Urbano, Mobilidade a Pé, Mobilidade por Bicicleta e o Transporte Público. As turmas são trimestrais, com número limitado de vagas. Os cursos são totalmente gratuitos e o único pré-requisito é ter interesse no tema desejado.

Cada curso conta inicialmente com dois módulos, contemplados por, em média, duas aulas cada. O conteúdo de cada módulo está estruturado a partir de três eixos principais: o primeiro aborda a proposta pedagógica e introduz os conceitos básicos e princípios que caracterizam cada um dos temas abordados. O segundo traz orientações sobre o planejamento e implementação de políticas e projetos associados aos temas contemplados. E, por fim, é tratada a questão do monitoramento e avaliação das políticas e projetos de mobilidade urbana. 

As primeiras turmas foram formadas em março deste ano e superaram o número das 150 vagas disponíveis. Ao todo, 1.075 candidatos de 189 cidades de todos os 26 estados brasileiros e do Distrito Federal se inscreveram nos cursos. Além disso, o processo de inscrição na plataforma teve alcance internacional, com candidatos de 10 países diferentes (Angola, Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Portugal e Uruguai). As aulas começaram em abril e terminam em junho.

Por causa do alto número de inscrições, a equipe do ITDP Brasil realizou um processo de seleção dos candidatos considerando critérios como associação ao setor, gênero, raça, região e ordem de inscrição. Esse processo teve como objetivo garantir diversidade entre os estudantes e enriquecer mais as trocas durante a realização dos cursos. As inscrições para as novas turmas vão do dia 27 de maio até 26 de junho.

Para o Itaú Unibanco, o programa contempla a Mobilidade Urbana como uma das causas do banco, ao lado de Educação, Cultura e Esporte, e tem como propósito estimular o poder de transformação das pessoas. Segundo Luciana Nicola, superintendente de Relações Institucionais, Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú Unibanco, as cidades devem promover meios de transporte mais sustentáveis. “Um dos objetivos de nosso apoio à causa da mobilidade urbana é contribuir para que as cidades estejam preparadas para receber modos de transporte mais sustentáveis e ativos, como andar a pé, de bicicleta e de transporte público. O patrocínio à criação do MobiliCAMPUS atende a esse propósito e contribui para a continuidade de políticas públicas voltadas para adaptar a malha urbana a todos os tipos de transporte”, comenta.

Promessa de expansão e ensino presencial

As expectativas da plataforma agora são a expansão do projeto e, futuramente, a oferta de ensino presencial. A meta é que o ensino a distância, junto ao presencial, atenda mais de 20 municípios e três regiões metropolitanas ao ano.

A diretora executiva do ITDP, Clarisse Cunha, comenta o motivo do MobiliCAMPUS ser uma plataforma de impacto e necessária para o desenvolvimento de uma sociedade mais sustentável: “A vida nas cidades é algo muito atrativo. Não é à toa que, no Brasil, nossa população é quase toda urbana, mais de 85%. Na cidade, a gente está mais próximo de oportunidades econômicas, de vida social, de vida cultural, lazer e educação. No entanto, a vida nas nossas cidades é profundamente marcada pelo sistema de transporte, de mobilidade, pela forma como usamos o território. Isso faz com que as cidades brasileiras sejam extremamente desiguais e que a gente continue tendo um forte impacto na emissão de gases de efeito estufa. Queremos, a partir do MobiliCAMPUS, gerar o espaço de capacitação e discussão de pessoas do poder público, da academia, da sociedade civil e da iniciativa privada, para que consigamos, juntos, pensar em novas formas de viver nas cidades”, explica.

O Gerente de Projetos de Desenvolvimento Urbano do ITDP Brasil, Iuri Moura, explica que o projeto foi criado com o objetivo de ampliar ainda mais o impacto e escala dos trabalhos realizados no ITDP Brasil. “Recebíamos muitas solicitações de apoio a projetos e capacitações em cidades onde não atuávamos regularmente e não tínhamos recursos suficientes para atender presencialmente. Portanto, a plataforma foi a solução ideal para este desafio”, explica.

Segundo Iuri, a procura pelos cursos foi grande e isso demonstra o quanto muitas pessoas se interessam por mobilidade sustentável. “Os resultados do lançamento da primeira turma evidenciam que existe uma demanda relevante por educação a distância sobre mobilidade sustentável entre os diferentes setores que compõem nosso público-alvo”, finaliza. 

Mais sobre o ITDP

Desde a sua criação, em 1985, o ITDP Brasil é uma entidade sem fins lucrativos que promove o transporte sustentável e equitativo no mundo, concentrando esforços para garantir o acesso à cidade, reduzir emissões de carbono e a desigualdade social. Parte significativa da atuação do instituto tem se concentrado no suporte a gestores e técnicos públicos na concepção e implementação de políticas e projetos voltados à promoção da mobilidade sustentável. No Brasil, ao longo de mais de dez anos de atuação, a organização vem consolidando parcerias e se estabelecendo como referência no suporte ao planejamento de cidades e regiões metropolitanas, visando à criação de ambientes urbanos mais sustentáveis e socialmente justos. 

 

Matéria publicada na Revista NTUrbano Ed. 38 Março/Abril de 2019.

 

receba nossa revista
cadastro
Desejo receber periodicamente a revista da NTU